REVIEW – 1 ano morando na Alemanha

Marcelo_camilaAmigos,

Esta semana (05/Dez) celebrei 1 ano de mudança para Alemanha, assim como fiz há um ano atrás quando mudei para Berlin, desta vez vou fazer um review de 1 ano.

Quero começar este review respondendo uma frequente questão que vêm sendo abordada.

Você pensa em voltar para o Brasil?
R: SIM… pretendo voltar para o Brazil em uma férias de verão para rever os familiares e amigos e logo em seguida voltar para a Alemanha. 🙂
Pois é, acostumar-se com coisa boa é fácil, isto não quer dizer que não goste de meu país, Estado, Cidade… apenas quero dizer que me sinto infinitamente mais respeitado como pagador de imposto aqui em Berlin. Vejo o retorno de cada centavo que recolho como imposto.

Não vou extender muito nesta resposta para não cair em assunto político. A grande maioria que deixa o Brasil tem um motivador político por trás, o que certamente é muito ruim para nosso país que perde anualmente grandes engenheiros, médicos, pesquisadores etc…

Dificuldades neste 1 ano.
Nem tudo são flores, o fato de morar em um país de 1º mundo, não significa que sua vida funcionará sem problemas ou burocracia. Pelo menos aqui em Berlin a burocracia é até maior que o Brasil em alguns setores. Por exemplo, para abrir uma conta bancária eu recebi 13 cartas!!! e uma delas era uma carta informando que eu ia receber uma carta :).

Além da burocracia em alguns setores, outro ponto complicado na minha visão, para nós brasileiros, é o clima. Quando você pega o primeiro inverno na Europa você nota que no Brasil não temos inverno 🙂 , aliás quando disse para um colega de trabalho russo que em média o inverno em São Paulo atinge em média 12º,ele me olhou com espanto e perguntou:
_ Isto é o inverno???

Então, ele me explicou que na cidade dele, quando fazia -30º, as crianças (<12 anos) eram dispensadas de ir para escola.
Sei que usei um exemplo extremo da Russia, mas o sentimento de diferença de inverno não fica distante, pois as nossas roupas de inverno do Brasil não servem para cá. Compramos jaquetas com descrição que suportam -xx graus, vento, chuva, neve etc.,  mas o inverno dura cerca de 3 meses, e neste período notamos o solstício (lembra que sua professora explicou sobre o solstício e equinócio?). Neste período temos poucas horas de luz solar, em média a luz “liga” por volta das 9:00 a.m. e “desliga” por volta das 15:00 p.m.

Um terceiro ponto que vi como dificuldade neste primeiro ano, é a língua. O alemão é uma língua “criptografada” :), e quando você aprende a falar, na verdade, você só pega a chave de decriptação :).
Estou estudando alemão há 1 mês, e existem alguns sons que pronunciamos que se assemelham a um som de um ronco 🙂 , o que na língua portuguesa não existe nada parecido. Isto é uma dificuldade que tenho para falar corretamente.

E finalmente, mas não menos importante, saudades da família. Em festividades como: Natal e Ano Novo o coração fica bem apertado. Nos falamos via Skype, etc., mas não é a mesma coisa que fazer um churrasco para celebrar um aniversário.

As alegrias neste 1 ano.
Assim como temos o solstício no inverno, temos o equinócio no verão, e ai eu entendi o porquê todo mundo ama o verão Europeu. Ao contrário do solstício a luz “liga” por volta das 4:00 a.m. e “desliga” por volta das 11:00 p.m. Me lembro quando vim para Europa no verão pela primeira vez em 2012, fiquei andando o dia inteiro com minha esposa no primeiro dia de férias. Durante o sol do meio dia, eu imaginava que estávamos às 2 p.m. no máximo, no entanto quando olhei o relógio já era 9 p.m. !! 🙂
O Verão Europeu é realmente bonito, se você tem planos de vir para Europa, recomendo o verão ou a primavera.

Outro ponto positivo neste 1º ano, foram as viagens. Acredito que neste 1º ano viajei mais do que os meus 10 anos de casados 🙂 e o melhor gastei 10% das viagens que fiz nos 10 anos de casados :), isto porque, aqui temos as companhias aéreas “low cost”, em que podemos voar para outro país pagando aproximadamente 20 Euros (um casal de amigos comprou passagens por 6 Euros na Black Friday), e fora os voos baratos, viajei de carro, ônibus e trem, e cada um mais legal que o outro,  pois, pude desfrutar das belas paisagens, que costumo chamar de “paisagens do Windows”

Review do emprego.
Como postei no artigo de como foi o meu processo de mudança, a cultura de empregado e empregador é bem diferente aqui na Alemanha, e eu trabalho para uma empresa americana com chefe americano, então seguimos a cultura americana e alemã em alguns aspectos. O ponto mais legal (e realmente gostei disto) é o respeito ao horário, se você tem uma reunião as 10 a.m. às 9:59 a.m. todos estarão na porta da sala de reunião e às 10:00 a.m. a reunião inicia. Infelizmente no Brasil nossa cultura não respeita muito horários e agendas :(.
Existem muitas oportunidades de emprego aqui na Europa. Recebo vária propostas mensais de oportunidade de emprego, mas informo que estou bem na minha empresa e não tenho intenção de mudar agora e por agradeço a oportunidade. O recruiter, geralmente me retorna pedindo indicações. Muitas oportunidades de emprego existem, porém para isso, o candidato precisa estar preparado (Inglês e Universidade já é um grande começo).

Conclusão
Este artigo ficou maior do que eu imaginava e tem alguns pontos que queria falar mas decidi deixar para um outro momento, como exemplo, cervejas e comidas, caso o contrário, eu deveria, ao invés de um artigo, escrever um livro 🙂 . Se quiserem mais detalhes, ficarei contente em receber sua mensagem e compartilhar um pouco de minha experiência.
Bom, no geral, adotei a Alemanha  como lar, e estou muito feliz com a decisão até agora. Não tenho intenções em voltar para o BR, por enquanto, minha meta para 2019 é participar o máximo de SQLSaturdays da Europa possíveis e aproveitar o final de semana em cada país. Uma grande diferença que notei entre os Europeus e os Brasileiros é a forma como gastam o dinheiro. O brasileiro é bem parecido com o americano, trabalha duro para conseguir comprar uma casa bacana, carro bacana, roupa bacana etc., ou seja, bens materiais, já o Europeu, no geral, prioriza a qualidade de vida, eles têm onde morar, tem um carro,  mas priorizam o lazer, como viagens, do que bens materiais.

Att.
Marcelo Fernandes

 

Anúncios

24 Hours of PASS: Portuguese

 

Olá Amigos,

Nesta semana teremos mais uma edição do 24 horas PASS Português, com profissionais de SQL dos países que falam português. Teremos 24 sessões sobre os mais variados temas relacionados a plataforma de dados da Microsoft.

A minha sessão será no dia 29/11 as 20:00 horário de Brasilia (22:00 horário de Portugal)  o tema será”Alta disponibilidade para o SQL Server usando Azure como DR

Este evento é online e gratuito, unindo as comunidades de SQL Server quem tem como comum o Português como idioma. O número de pessoas por sessão é limitado, por isso corra para garantir o seu lugar!

https://www.pass.org/24hours/2017/portuguese/registration.aspx

Você também pode ver a grade de palestras aqui: http://www.pass.org/24hours/2017/portuguese/Schedule.aspx

 

 

SQL Pass Summit 2017 – Review

Ola amigos,

No período de 30/Outubro a 03/Novembro tive o prazer te participar do PASS Summit 2017, esta foi a minha 5ª participação, mas este ano foi bem especial, pois foi a primeira vez como palestrante :).

Como era de se esperar, estava bem ansioso e nervoso como a minha sessão. Foi uma sessão lightning talks de 10 minutos, mas queria fazer algo realmente bom dentre os 10 minutos.

Foi minha primeira palestra nos Estados Unidos :), O tema foi “High Availability for SQL Server Using Azure as DR Site in 10 Min”. Consegui entregar minha sessão e tive bons feedbacks de alguns participantes (uma dupla de chinesas vieram falar comigo e até fizeram fotos 🙂 )

Também participei pela segunda vez na mesa Birds of a feather (Ask the experts), trocando conhecimentos em inMemory e High Availability. Alias esta é uma excelente dica para fazer networking e praticar o inglês 🙂

 

O evento deste ano foi bom, senti falta de algumas sessões deep dive, mas no geral foi um bom evento.

Minha percepcão do evento foi:

  • 50% das palestras estavam relacionados a BI/AI
  • ~80% das palestras estavam relacionados ou mencionaram Cloud
  • 10 palestras dedicas ao tema linux sem contar keynote e outras palestras que certamente mencionaram o tema.

No Keynote Bob Ward e Conor Cunningham fizeram uma demo de “Persistent Memory” com o SQL no Linux , uma nova tecnologia da HP DL380, (detalhes neste documento da HP)

Logo, com base nas palestras e keynote, Eu diria que quem ainda não fala a língua de Cloud, AI, BI, Linux etc… terá dificuldades em um futuro bem próximo. O mundo muda e devemos mudar juntamente com ele para nos mantermos atualizados!

E para finalizar, no ultimo dia de evento teve até neve em Seattle! 🙂

Regards,
Marcelo Fernadnes

I’m a speaker at PASS SUMMIT 2017

PASS_17_Going_600x315

Hello Friends,

I’m glad to announce that I’m a speaker at PASS Summit 2017, the largest SQL Server event on the planet (maybe in the universe 🙂 ).
In my session I will talk about high availability, using Azure as DR site.
I have been participating in the PASS Summit since 2012, and this will be the first time that I will participate as a speaker :).
It will be a short session “Lightning Talks” but I’ll try hard to deliver a good content.
For those who don’t know, the summit PASS is an annually event in the USA (usually in Seattle). You can register your self at PASS werbsite.
For those who going to Seattle, I’ll see you there. for those who will not be able to go this year, you can have part of the event at PASS website, they will transmit some information and interviews at PASStv during the event.

Regards,
Marecelo Fernandes

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Olá Amigos,
Estou feliz em anunciar que serei um palestrante no PASS Summit 2017, o maior evento de SQL Server do planeta (talvez do universo :))
Em minha sessão vou falar sobre alta disponibilidade, usando Azure como site de DR.
Tenho participado do PASS Summit desde 2012, e pela primeira vez participarei como palestrante :).
Será uma paletra curta “lightning talk” mas estou me esforçando para entregar um bom conteúdo.
Para quem não conhece, o PASS summit é realizado anualmente nos EUA (geralmente em Seattle).
Para quem vai para o Seattle, te vejo por lá. para quem não conseguirá ir este ano, no site do pass (PASStv) será transmitido algumas informações e entrevistas ao vivo durante o evento.
Obrigado,
Marcelo Fernandes

Escalando a montanha 4º ano

O frio na barriga esperando e-mail de confirmação ainda é o mesmo do primeiro ano em 2014.

Demorei para escrever este post pois estava aguardando o welcome kit….

email

Agradeço a todos da comunidade tecnica a quem dedico esta renovação do título…

Conforme venho dizendo, estou escalando a minha montanha:), tenho grandes amigos que são MVPs há 10 anos e espero chegar la um dia:), estou no meu 4º ano e espero atingir tantos quantos os meus amigos.

Atualizando a foto.. ja se foram 4 anos  … rumo aos 10 anos:)

OBS: Na barrinha de progressão do Windows estou em 40%:)

IMG_8406

Obrigado a todos e especial ao programa  MVP e a comunidade tecnica no geral.

SQL Saturday #609 – Caxias do Sul

Hallo leuter

Estou embarcando para o Brazil para participar da edição #609 do SQL Saturday.

Ainda da tempo de se registrar no evento: http://www.sqlsaturday.com/609/EventHome.aspx

Minha sessão será as 14:00, abaixo a  grade completa de palestras

Saturday, Jun 24, 2017 Conference Schedule

08:00 AM – 09:00 AM Registro e Café de Boas-Vindas
09:00 AM – 09:30 AM Keynote
09:30 AM – 10:45 AM
10:45 AM – 12:00 PM
12:00 PM – 01:00 PM Almoço
01:00 PM – 02:00 PM
02:00 PM – 03:00 PM
03:00 PM – 03:30 PM Lanche
03:30 PM – 04:30 PM
04:30 PM – 05:30 PM
05:30 PM – 06:00 PM Encerramento e Sorteio de Brindes

 

Te vejo lá

Abraços,

Marcelo Fernandes